SIHSUS

SIHSUS - Sistema de Informações Hospitalares do SUS
Apresentação

Criado em agosto de 1981, em Curitiba,  substituindo em 1982 o sistema GIH (Guia de Internação Hospitalar), o popularmente conhecido “Sistema AIH” passou por várias plataformas em mainframes UNISYS e ABC-BULL, na fase de processamento centralizado. 

Foi o primeiro sistema do DATASUS a ter captação implementada em microcomputadores (AIH em DISQUETE – 1992) e descentralizada nos próprios usuários, encerrando a era dos pólos de digitação. O processamento das AIH´s continuou centralizado até ser descentralizado para os Gestores de Secretaria de Saúde em abril de 2006, usando plataforma Windows, SGBD Firebird e Linguagem de programação Delphi – que é o estado em que se encontra atualmente. 

A finalidade do AIH (Sistema SIHSUS) é registrar todos os atendimentos provenientes de internações hospitalares que foram financiadas pelo SUS, e a partir deste processamento, gerar relatórios para que os gestores possam fazer os pagamentos dos estabelecimentos de saúde. Além disso, o nível Federal recebe mensalmente uma base de dados de todas as internações autorizadas (aprovadas ou não para pagamento) para que possam ser repassados às Secretarias de Saúde os valores de Produção de Média e Alta complexidade, além dos valores de CNRAC, FAEC e de Hospitais Universitários – em suas variadas formas de contrato de gestão.

Benefícios

Treinamento das SES tendo em vista a implantação da Tabela Unificada de Procedimentos– realizados em conjunto com a SAS/DRAC/CGSI e da equipe de atendimento – realizado internamente pelo DATASUS-RJ.

Integração com Sistemas do DATASUS: 

·    Documentos de autorização AIH e APAC estão usando o mesmo critério de numeração do aplicativo Sistema Autorizador; 
·    Aplicativos SIHD, SIASUS e FPO - integrados em termos de regras de negócio (portarias a vigorar a partir de qual competência) - com o Aplicativo CNES – fazendo exigência de “versão mínima” do aplicativo CNES local a cada mês de vigência das regras; 
·    Aplicativo SIHD gerando localmente o arquivo reduzido para o Tabwin.

Página de Acompanhamento de Remessa e Transmissor: 

·    Aperfeiçoamento das páginas de controle de chegada de remessas de banco de dados e acompanhamento por parte dos Gestores da validação da remessa; 
·    Uso do Aplicativo TRANSMISSOR de remessas para garantir que as SES (Secretarias Estaduais de Saúde) recebem ao mesmo tempo em que o DATASUS-RJ as remessas dos gestores de SMS (Secretarias Municipais de Saúde).

Funcionalidades

Possibilita a avaliação do desempenho e condições sanitárias, através das taxas de óbito e de infecção hospitalar informadas no sistema;

Fornece informações para a programação do orçamento dos estabelecimentos;

Criada funcionalidade de “Geração de Histórico” que permite ao Gestor diminuir o volume do banco de produção, otimizando o processamento;

Criada funcionalidade para gerar relatórios a partir do histórico;

A versão que atende a Tabela Unificada será implantada em janeiro de 2008 após vários beta-testes.

Ambiente Operacional
Informações Técnicas Linguagem: Cobol
Banco de Dados: DBF, Firebird e Oracle
Requisitos de Sistemas Hardware: Pentium II ou superior
Plataforma: Unix - Linux
Abrangência: Municipal, Estadual e Federal

O sistema é publicado mensalmente na página do SIHSUS, não sendo monitorado por nenhum sistema de aferição de quantidade de acessos. Na mesma página o usuário encontra as portarias mais importantes para o processamento e manual.

Mais Informações