DATASUS oferece treinamento de sistema de controle de demandas judiciais

​​​

Interlocução e trabalho colaborativo entre o Departamento de Informática do SUS (DATASUS/SE/MS) e as Secretarias Estaduais de Saúde, para utilização do sistema S-Codes. Estes foram alguns dos objetivos do treinamento realizado nesta quarta-feira (1/8), em Brasília, com profissionais dos setores de tecnologia de secretarias das regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro Oeste.

O sistema, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, controla e gerencia demandas judiciais e solicitações administrativas relativas a diversos serviços de saúde, entre eles a compra de medicamentos de alto custo.

De acordo com o Coordenador-Geral de Análise e Manutenção do DATASUS, Henrique Nixon Souza da Silva, o S-Codes foi internalizado pelo Ministério da Saúde em julho de 2017, após definição da Comissão Intergestores Tripartite (CIT). “O DATASUS atua na documentação do sistema e na disponibilização do código às Secretarias de Saúde, para que assim seja possível traçar o panorama real da judicialização em todo o Brasil”, explicou.

Eviston Borges, Coordenador de Desenvolvimento de Sistemas Internos, destacou que a realização da oficina “foi uma forma do DATASUS se aproximar dos estados, dar apoio e cumprir o que é sua missão”. De acordo com ele, a estratégia do S-Codes é que, juntos, DATASUS e secretarias de saúde possam mudar a arquitetura e remodelar o sistema, a fim de formar uma base federada, que possibilite trabalhar com relatórios e com BI, e traçar linhas de análise e ações.

Controle e economia

O S-Codes permite o cruzamento de dados para identificar quem são os pacientes, profissionais da saúde e advogados que entram com ações judiciais, além dos juízes que emitem as sentenças. “Além de organizar as demandas, o sistema permite a identificação de possíveis fraudes nos mecanismos de judicialização. É muito importante o papel do DATASUS nesse contexto, tendo em vista a economia que podemos gerar aos cofres públicos, e a colaboração para que os recursos sejam efetivamente destinados aos casos verídicos”, explicou o Diretor do DATASUS, Guilherme Telles Ribeiro, que esteve na oficina e acompanhou a instalação do software pelas Secretarias.

O evento contou com a participação de dois profissionais da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo: o Analista de Sistemas responsável pelo desenvolvimento do S-Codes, Edmar Almeida Santos, e o Analista de Regras de Negócio, Marcelo Amorim Martins. Os dois especialistas demonstraram satisfação com a realização do treinamento e elogiaram a iniciativa do DATASUS à frente da disponibilização do S-Codes aos entes federados. “O material de apoio preparado pelo DATASUS é o suficiente para que as SES possam implantar o sistema”, avaliou Edmar.

 

Por Tabita Marinho, NUCOM/DATASUS/SE/MS