I Oficina de Gestão de Riscos dos projetos RNDS e InformatizAPS

Gestão de Risco

A Coordenação-Geral de Inovação de Sistemas Digitais (CGISD/DATASUS) e a Coordenação-Geral de Controle Interno (CGCIN/DINTEG) realizaram a I Oficina de Gestão de Riscos dos projetos Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) e Apoio à Informatização e Qualificação dos Dados da Atenção Primária (InformatizAPS), componentes estruturantes para implementação da Estratégia de Saúde Digital no Brasil.

 

O evento ocorreu nos dias 05 e 06 de novembro, na ENAP, em Brasília (DF). Os principais objetivos da oficina foram identificar, analisar e avaliar os riscos para a fase piloto dos projetos.

 

Estiveram presentes representantes da Secretaria Executiva (SE), Secretarias de Atenção Primária à Saúde (SAPS), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE), Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (SAES), Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) do Ministério da Saúde e CONASEMS.

 

Essa oficina estabeleceu um marco rumo ao novo paradigma do DATASUS de gestão de projetos e controle da aplicação dos recursos públicos com base em risco. Esse desafio se torna um requisito de governança fundamental na busca do melhor valor para o usuário do SUS e na implementação da Estratégia de Saúde Digital no Brasil. A participação das áreas negociais dos projetosm, permitiu que todos os atores envolvidos estejam cientes de seus papéis e responsabilidades e apoiem o tratamento dos riscos.

 

A oficina contou também com a participação do representante do TCU, Renato Braga, que apresentou o modelo de três linhas de defesa aplicado aos processos de gerenciamento de riscos e controle da organização. Como primeira linha de defesa, os gestores operacionais gerenciam os riscos e têm propriedade sobre eles, guiando o desenvolvimento dos projetos e garantindo que as ações estejam de acordo com os objetivos.