Ministério da Saúde

DATASUS

Comitê de Informação e Informática em Saúde traça estratégias para a área

publicado: 12/08/2020 10h27,
última modificação: 12/08/2020 10h33

Reunião nesta terça-feira (11) fez um balanço de projetos estratégicos e definiu ações para a saúde digital no país

Os membros do Comitê de Informação e Informática em Saúde (CIINFO) do Ministério da Saúde se reuniram nesta terça-feira (11), em Brasília (DF). Durante o encontro liderado pelo diretor do Departamento de Informática do SUS (DATASUS), Jacson Barros, foram apresentados ações e projetos estratégicos da pasta aos participantes – um dos principais destaques foi o Plano de Transformação Digital da Saúde. A reunião também contou com a participação de um representante do Tribunal de Contas da União (TCU).

Na pauta, assuntos como a alteração da interface do Meu DigiSUS para ConecteSUS, a aprovação do Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC), a abertura de consulta pública para a Política Nacional de Informação e Informática em Saúde (PNIIS) e o Plano de Transformação Digital da Saúde.

Conforme exposto no encontro, em decorrência da pandemia do COVID-19, o DATASUS precisou estabelecer projetos prioritários, como a Estratégia de Saúde Digital do Brasil, a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) e o Plano de Transformação Digital da Saúde. Para esse último, foi reforçada a importância do envolvimento das secretarias do Ministério da Saúde, em conjunto com a Secretaria de Governo Digital, para atender os objetivos propostos na ação – entre eles, ampliar a digitização dos serviços prestados pelo SUS ao cidadão, integrar dados e informações na área de saúde e promover o intercâmbio entre os pontos da Rede de Atenção à Saúde, permitindo a continuidade dos cuidados nos setores público e privado.

Atualmente, o Plano de Transformação Digital da Saúde engloba metas como a de atualizar o conteúdo de 100% dos serviços do Portal de Serviços; realizar a migração do Portal do Ministério da Saúde para o domínio Gov.br; disponibilizar a todo cidadão no Brasil o acesso ao seu histórico clínico, às vacinas e aos resultados de exames por meio do Conecte SUS Cidadão, integrado com a RNDS; e levar conectividade a cerca de 15 mil Unidades de Saúde da Família (USF) em 2020.

PDTIC e PNIIS

O PDTIC também esteve entre os tópicos abordados. Para o diretor do DATASUS, o documento poderá passar por uma revisão sempre que necessário. O caráter orientador do PDTIC também foi ressaltado pelo auditor do TCU Carlos Renato Araújo: “O PDTIC é uma prática de governança e um documento estratégico, serve para guiar caminhos. Por isso, o TCU está mobilizado em ajudar o ministério para que possa atingir seus objetivos”. 

A abertura de uma consulta pública para a Política Nacional de Informação e Informática em Saúde (PNIIS) e a necessidade de atualização do material – uma vez que novos programas como o Conecte SUS e a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) surgiram – também foi tema da pauta. A meta é publicar a nova versão da PNIIS dia 30 de setembro.