Ministério da Saúde

DATASUS

Equipe do Datasus participa de hackathon para inovação de dados

publicado: 29/03/2022 15h17,
última modificação: 29/03/2022 16h26

O projeto promovido irá criar processos unificados de coleta, processamento, armazenamento e disseminação de dados em saúde

Na última sexta-feira (25), o Ministério da Saúde (MS) lançou uma maratona de inovação tecnológica no Campus Party, maior experiência imersiva sobre tecnologia e inovação, realizado no Estádio Mané Garrincha em Brasília/DF. A pasta realizou a apresentação do Projeto InovaDados, uma iniciativa do Departamento de Ciência e Tecnologia (DECIT/SCTIE/MS) que propõe a criação de um protótipo de um laboratório de dados, informações e evidências, por meio de hackathon.

Durante o evento o Secretário-Executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, ressaltou a importância das ações de inovação para às áreas da saúde, valorizando a evolução das plataformas tecnológica do SUS em meio a pandemia mundial. “Durante a pandemia eu pude aprofundar conhecimentos sobre os sistemas de saúde de outros países, e constatei que o Brasil está à frente de muitos países de primeiro mundo na informação dos dados vacinais dos cidadãos, estamos com nossos registros digitalizados, diferente de outros países, como os EUA que ainda utilizam apenas os registros em papel”.

O Presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, esteve presente e valorizou o trabalho do MS, que por meio do Datasus armazena e protege o maior volume de dados em saúde, gerados pelo Brasil. “O maior banco de dados em saúde do mundo está no Ministério da Saúde”, afirmou Francesco.

O Datasus já havia planejando antes mesmo da pandemia um trabalho de Transformação Digital no SUS, que agilizava a integração dos dados em saúde e o acesso de informação de forma segura para quem precisa no momento que precisar, porém com o início da pandemia alguns destes programas e projetos ainda em fase piloto foram implementados a nível nacional para apoiar no combate à Covid-19, como o registro dos dados em uma base nacional, a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), que possibilita a troca de informações com todas as esferas da tripartite e a disponibilização de um histórico clínico do cidadão ao alcance da mão, por meio do programa Conecte SUS. Como explicou o Coordenador-Geral, Frank Pires, da Coordenação-Geral de Sistemas de Informação e Operações do Datasus (CGSIO/DATASUS/SE/MS) “Uma das principais características da RNDS é ter uma estrutura em rede, segura, baseada em documentos clínicos, que permite a interoperabilidade com outros sistemas e o retorno das informações para o cidadão”.

Esq. Michael Diana Coordenador-Geral CGIAP/DESF; Dir. Frank Pires Coordenador-Geral CGSIO/DATASUS

A iniciativa do InovaDados apoiará na inovação do SUS, pois o projeto escolhido irá contribuir com o desenvolvimento de soluções tecnológicas começando pela ponta, com a transformação digital dos dados, com base na Estratégia de Saúde Digital para o Brasil (ESD), que coloca o cidadão como protagonista e idealiza a troca das informações clínicas, utilizando a premissa do Conjunto Mínimo de Dados, em todos os níveis de atenção, Primária, Especializada e Vigilância em Saúde, seja pública ou privada. Como ressaltou Michael Diana, Coordenador-Geral de informação da Atenção Primária (CGIAP/DESF/SAPS/MS) “O avanço tecnológico dos dados em saúde é essencial para melhoria do acompanhamento, tratamento e prevenção da saúde do cidadão, reduzindo danos e desenvolvendo uma atenção integral positiva. Podemos ver um novo cenário de possibilidades, tanto para os gestores e profissionais de saúde, quanto para os cidadãos que se tornam protagonistas de sua saúde”.

Os resultados da maratona auxiliarão na prototipação de ideias inovadoras, para o gerenciamento de evidências científicas e dados de saúde. No primeiro semestre serão abertas as inscrições para sugestões de projetos, e a partir do segundo semestre, os cinco melhores serão selecionados para a etapa final, que consiste no desenvolvimento dos trabalhos em Brasília/DF. O evento contou com a participação da equipe de governança, sistemas e gestão de projetos do Datasus.